19 abril 2008

Há mails e mails...

Há momentos em que nos sentimos mais fragilizados e nos questionamos sobre a qualidade do nosso trabalho. Como escritores, creio que todos temos esses momentos, quando trocamos contactos com editoras, que se demoram ou não respondem. Perguntava-me o porquê desse reino de silêncio sobre o meu mais recente livro. Há dias assim. E então, qual arejo primaveril, qual lufada de ar fresco, surge-me este mail, de um menino de umas das escolas que visitei recentemente, e que ora publico imaculadamente na integra:

Assunto: O TEU LIVRO É ESPECTACULAR !!!!

Pedro, eu adorei o teu livro «A Nascente de Tinta», foi o melhor livro que li até hoje. O Gonçalo é uma personagem muito gira e engraçada. Espero voltar a ver-te. Eu sou o João Cruz da escola Ponte Pedrinha e tenho o teu autografo, estou prestes a emoldurá-lo.

ÉS O MEU ESCRITOR PREFERIDO!

Lindo. Eis a força da minha escrita. Já não me sinto frágil. Não tenho o direito de o estar.

Pesquisar neste blogue